Back

Café da Nicarágua Jinotega Colibrí Azul

(28 avaliações de clientes)

15,9524,95 (IVA incl)

Destaca-se pela sua doçura de caramelo, com matizes florais pronunciados de flor de laranjeira, baunilha e notas de cereja. Trata-se de um café de edição limitada de Primavera, com matizes que te farão lembrar dessa estação cheia de cores. Um café complexo, macio e estruturado, perfeito para toma-lo sozinho e degustar seus múltipes matizes.

Tens dúvidas? Nós ajudamos-te a escolher teu café.

Clica aquí para calcular poupança que vais conseguir em máquinas e café Incapto!

Peson.d.
500gr. 70 cafés 0,21€/café
1kg. 140 cafés 0,17€/café
Limpar

REF: n.d. Categorias: , ,
Descrição

PAIS: Nicaragua
FINCA: Cooperativa Aldea Global
REGIÃO: Jinotega
ALTITUDE: 1.100-1.450 metros
PROCESSO: Lavagem
TIPO: Especialidade
SCA: 85

NOTAS: Caramelo, flor de laranjeira y cereja.

Qual a cápsula que equivale a esse café?

Tokyo Vivalto Lungo

Poupa 0,25 € em cada chávena

Verifica qual é teu café Incapto o consulta na tabela de equivalências com cápsulas

Os atributos dos nossos cafés

Em Incapto Coffee, geramos diferentes escalas para definir os nossos cafés. Assim, tanto se tú fores um consumidor experiente como se teus conhecimentos sobre café são básicos, queremos que tenhas a informação suficiente para escolher o café mais adequado às tuas preferências.

Café de Cajamarca Perú

AROMA
Os cafés mais simples tem valores menores e, os cafés mais complexos, onde podemos encontrar aromas de frutos secos, frutas ou flores, tem valores maiores. Se tú gostas do aroma de café comum, sugerimos-te os cafés com pontuações menores. Mas, se tú gostas de experimentar aromas diferentes e com componentes olfativos, sugerimos-te os cafés com maior pontuação.

SABOR
Como com o aroma, se tú gustas de sabores mais comuns e, como se diz na gíria cafetera, “mais planos”, sugerimos-te as pontuações menores. Mas, se, ao contrário, gostas de experimentar sabores novos e descobrir matizes que não conheces, sugerimos-te os cafés com valores maiores de aroma.

ACIDEZ
Uma forma simples de explicar esse conceito é que a acidez é a personalidade do café. Faz com que, ao experimentá-lo na boca, te surpreenda. Uma acidez alta, mas sempre equilibrada com os outros atributos desse café, confere-lhe doçura e gera salivação assim que foi tomado. A acidez é estreitamente ligada à altura do cultivo do café. Quanto maior a altura, maior teor em acidez. Para os verdadeiros amantes do café, essa acidez, alta mas equilibrada, é a que nos tem apaixonados.

TORREFAÇÃO
Os nossos cafés são torrados para que, na hora de pepará-los com nossa cafeteira “súper automática”, obtenham o corpo e o creme esperados num espresso. Por isso, o grau de torrefação para nossa gama de cafés é 4 sobre 5.

CORPO 
O corpo é a textura do café, a sensação na boca. Vamos explicá-lo de uma forma simples: os cafés com pontuações menores no corpo, são leves, e os cafés com pontuações maiores dão uma sensação de ‘encher mais a boca’. Embora possa ter maior o menor corpo, tens que ter em conta que o corpo do café é influente, dependendo de como for a preparação da bebida, já que os mesmos óleos que extraimos no momento de preparar o café, também vão fornecer maior ou menor corpo. Por exemplo, se mudas o ponto de moagem, já estarás a modificar o corpo da tua chávena de café.

AMARGOR
Geralmente, estamos acostumados à ideia de que o café tem que ser preto e amargo. No entanto, como já temos visto, existem muitas caraterísticas para definir o café. Na nossa escala, os cafés com pontuações maiores no amargor, são recomendados para pessoas que gostam do café comum ou “forte”, sendo “forte”, potente e amargo. Nesse mesmo caso, também acontece que, dependendo da forma de preparar o café, poderás prepará-lo mais o menos amargo. Por exemplo, se modificas o ponto de moído ou a temperatura da preparação. De essa maneira, poderás alterar esse fator.

INTENSIDADE
A intensidade é uma caraterística que fornece uma ideia geral sobre o café. No entanto, te aconselhamos que, se procuras cafés intensos, tenhas em conta, também, atributos como a acidez ou o amargor, já que temos cafés intensos e armargos e cafés intensos e com maior acidez. Se gostas dos cafés intensos mas normais, escolhe um café intenso com amargor alto. Pelo contrário, se gostas de cafés intensos e complexos, escolhe-lo com maior intensidade e acidez.

FORÇA
A palavra força… no café, é muito ampla e pode gerar muitos mal entendidos. Começemos: a falar devidamente, a força de um café é a densidade da bebida. A falar técnicamente, é a quantidade de sólidos do café que dissolveram-se na água. Para que o café tenha a força adequada, tem que estar entre 1% e 1,5%, e o resto será água. Mas, em Incapto, temos vontade de nos aproximar ao linguagem mais popular e coloquial, quer dizer, ao que teu vizinho entende como “café forte”. Por isso, a nossa escala de força é ligada apenas à armagura e ao corpo que pode ter esse café. Quer dizer, na nossa escala, os cafés com menor força serão cafés mais suaves, pouco amargos, e os cafés com maior força serão cafés amargos e “poderosos”. Mas tens que considerar que a força depende muito da maneira que tú prepares o café. Por exemplo, se a moagem é grossa, se tem muito tempo que café foi aberto, se a temperatura da água é baixa… tudo isso fará com que teu café seja menos forte. Pelo contrário, se utilizares uma moagem mais fina, mais gramatura do café, se o café ficar mais tempo en contato com a água, se os pontos de torrefação são maiores, entre muitos outros fatores, terás como resultado uma bebida mais forte, com maior concentração de café!

Pontuação SCA
Como não podeira ser de outra maneira, todos os nossos cafés são pontuados por nossa degustadora Q Grader Beatriz Mesas. A pontuação é a suma de 11 atributos: 1º fragrância/aroma, 2º sabor, 3º sabor pós-sabor, 4º acidez, 5º corpo, 6º equilíbrio, 7º uniformidade, 8º limpeza da chávena, 9º doçura da chávena, 10º pontuação pessoal do degustador y 11º cafés com um possível defeito penalizam-se com pontuações menores. Esse sistema de pontuação é internacional. Só os degustadores certificados pelo CQI (Coffee Quality Institute) são autorizados para pontuar os cafés, e o protocolo de degustação utilizado é o da SCA (Specialty Coffee Association). Si queres conhecer mais sobre esse asunto, entra em nosso post sobre SCA

Sobre o café

O café da Nicaragua Jinotega Colibrí Azul é conhecido pelo processo de cultivo.

A maior parte dos cafés do país são cultivados à sombra das árvores. Como consequência disso, a chávena e o café acabam com aromas frutais, e doces.

Todos os cafés da Nicaragua são arábicas e produzem-se diferentes variedades.

Ao longo do tempo, a economía do país melhorou graças ao setor cafeteiro. Com o tempo, o café adaptou-se ao mercado, e hoje são reconhecidos por oferecer ao mundo cafés especiais.

A qualidade do café melhorou ao longo dos anos. A chávena tem caraterísticas com sabor de fruta, caramelo e chocolate amargo.

Informação da finca

Nicaragua forma parte dos países da América Central dedicados ao cultivo de café.

Hoje em dia, Nicaragua tem mais de 45.000 familias produtoras. Existem três regiões dedicadas ao cultivo de café e, a nível departamental, Jinotega é um dos maiores produtores de café no pais. Esta região também é conhecida porque, na região central, é produzido sobretudo café SHG (Strictly High Grown), que, por causa da altitude das fincas, que contribui para o tipo de solo onde é cultivado. Por isso, fornece equilibrio à chávena.

Especificamente, na Cooperativa Aldea Global, cooperativa onde é cultivado o nosso café colibrí azul, tem cerca de 2000 familias envolvidas no projeto, tornam-a sólida e capaz de prestar serviços na região de Jinotega a través da ajuda em projetos de meio-ambiente, de responsabilidade social e de igualdade de género.

Jinotega é localizada a 160 km de Managua, e produz o 60% do café do pais, assim como outro tipo de matérias primas.

Avaliações (28)

28 avaliações de Café da Nicarágua Jinotega Colibrí Azul

Ainda não existem avaliações.

Seja o primeiro a avaliar “Café da Nicarágua Jinotega Colibrí Azul”